ALLES CLUB

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM 20/03/2018

Desde 2013, quando a duplodeck entrou em hiato, Mr. Lopes tem sobreposto camadas de guitarra e agregado colaboradores em sua missão de resgatar canções esquecidas e compor material inédito para o primeiro álbum da Alles Club. Sucedendo o ep 1999 e o single Eclipse, a Pug Recs acaba de lançar Quanto Tempo, faixa criada/rejeitada pela duplodeck e que agora ressurge envolta por uma atmosfera shoegaze, sem comprometer a sequência de sétimas melancólicas do Clube da Esquina presente na versão ensaiada em 2001. O b-side Imersa e uma versão ao vivo complementam este single que está fadado a ser comparado com Yo La Tengo, Slowdive e Sigur Rós. Alex Martoni, autor da letra e coautor dos arranjos, escreveu um relato sobre as obsessões que deram origem à Quanto Tempo, onde, entre algumas divagações, revelou que o final apoteótico à la Mogwai foi inspirado por um clássico do Roberto Carlos. Leia o texto completo em PDF.

No dia 20 de março de 2018, uma semana após o lançamento do single, a banda divulgou o clipe de Quanto Tempo, uma produção do inhamis em parceria com a Pug Recs e a rádio proselitista database.fm. A direção é de Francisco Franco, que também trabalhou nos clipes de Home e Ready for the Haze, da Top Surprise, The Wall’s Drama, da Basement Tracks, Vida Sem Sentido, do Filipe Alvim, Nunca Nunca e Meus Argumentos, do Lê Almeida, entre outros. Sem tanto êxito, Francisco ataca de web designer nas horas vagas e é o culpado pelo layout do database.fm.

Para fotos da banda e frames do clipe, acesse nosso Google Drive. Baixe todas as músicas gratuitamente em allesclub.bandcamp.com. Confira a biografia abaixo!

FacebookSpotify | iTunes | Deezer | Google Play | Soundcloud | Fanpage Pug Recs


BIOGRAFIA

O início da Alles Club remete a ensaios realizados em 1999, na pacata Juiz de Fora, quando Rodrigo Lopes e Luiz Alberto Moura, junto com Alex Martoni e Emerson Silva, compuseram sons influenciados pelo shoegaze que os inspirou nos anos 90 e pelo post-rock que entrava em evidência com a ascensão do Mogwai e Sigur Rós. A banda, que nem chegou a ter nome, foi abortada quando Rodrigo ingressou na duplodeck e Luiz encabeçou a grandprix, deixando como único vestígio uma fita cassete de um ensaio gravado com um único microfone. Em 2013, a duplodeck entra em hiato e Mr. Lopes aproveita para iniciar seu novo projeto durante uma estadia prolongada em Berna, Suíça. Como Luiz Alberto havia se mudado para Portugal na mesma época, os dois se divertiram sobrepondo camadas de guitarras, trocando arquivos por e-mail e se visitando regularmente. Nesse processo, recriaram as faixas esquecidas nos ensaios de 1999. Nascia a Alles Club.

Intitulado 1999, o EP de estreia é composto por três faixas esboçadas nos ensaios dos anos 90. Lançado em 2016, o registro contou com a colaboração de Nina Hübscher (que sussurrou vocais em português, mesmo sem dominar o idioma), Luiz (que compôs Só Hoje, escreveu todas as letras, gravou guitarras e também cantou), dos amigos de longa data Fred Mendes (baterista da duplodeck e grandprix) e Ciro Madd (que assina a composição e canta Eclipse), entre outros. Além de ficar responsável pela produção, Mr. Lopes fez um pouco de tudo, tocando baixo, guitarra, violão, sintetizadores etc.

Em 2017, a Pug Records lançou Eclipse no formato maxi single com duas versões bônus. A pré-história desta canção é anterior a 1999, remontando ao início dos anos 90, quando fazia parte do repertório da Deep Noise, banda juiz-forana que teve entre seus integrantes três amigos já citados no texto: Emerson, Ciro e Alex Martoni. Não é um cover, e sim a reinterpretação de uma música que nem chegou a ser concluída. Além da versão oficial lançada em 2016 na voz de Ciro Madd, o CD-R da Pug Recs traz uma nova mixagem com os vocais de Nina e um registro ao vivo com Martoni. Essas três vozes para uma mesma canção ajudam a explicar a escolha do nome Alles Club, que significa “clube de todos” em alemão.

Em março de 2018, foi lançado o single Quanto Tempo / Imersa. Mais uma vez, a ficha técnica traz uma extensa lista de colaboradores, incluindo Ruan Lustosa, da Basement Tracks, e a duplodecker Maria Bitarello, além de outros nomes citados nos parágrafos acima.


De volta ao Brasil em 2015, Mr. Lopes reuniu os amigos para tocar as canções ao vivo. Após apresentações pontuais ao longo dos últimos três anos, a Alles Club se prepara para uma série de shows durante o primeiro semestre de 2018. A formação atual conta com Rodrigo Lopes, Fred Mendes, Ruan Lustosa, Pedro Baptista e Bel Oliveira, além de eventuais participações de Nina Hübscher, que está de licença maternidade.


PLAYLISTS

overview ALLES CLUB (SPOTIFY): playlist que é um resumo do universo sonoro habitado pela Alles Club. 14 influências foram selecionadas pelos próprios integrantes. 3 faixas são da Alles Club. E outras 3 são da duplodeck, banda que entrou em hiato em 2013 e deu origem à Alles Club.

labels we love PUG RECORDS (SPOTIFY): playlist que  funciona como um best of da Pug Records, reunindo faixas da Alles Club, artistas relacionados e conterrâneos.


DEEP NOISE DATABASE

O lançamento do single Eclipse foi um estímulo para a criação de uma página sobre a Deep Noise que é praticamente uma árvore genealógica das guitar bands de Juiz de Fora. Saiba mais em database.fm/deep-noise


PROJETOS RELACIONADOS

Escute também os discos da duplodeck. Tem no Spotify!


Atenção: esta página funciona como um press kit da Alles Club. O conteúdo é atualizado e editado pelos integrantes da banda e pelo selo Pug Records.